HIIT é a novidade do momento. De acordo com uma pesquisa realizada pelo American College of Sports Medicine, é uma das duas tendências de topo, no Fitness, para 2014 ( o outro, é o treino em suspensão – treino com peso corporal ).

Então, o que torna tão especial esta nova modalidade do Fitness que entra diretamente para o topo das preferências dos praticantes da modalidade? O que tem o HIIT de tão interessante?
HIIT, ou Treino Intervalado de Alta Intensidade, é uma técnica de treino em que o praticante dá “o tudo por tudo”, cem por cento de esforço através de rápidas e intensas sessões de exercício, seguidas, por vezes, de curtos períodos de recuperação. Este tipo de treino recebe e mantém a sua frequência cardíaca elevada e queima mais gordura (calorias) em menos tempo.
Um treino de alta intensidade aumenta o consumo de oxigénio, levando à sua escassez. Tal facto, faz com que o corpo realize períodos de recuperação mais prolongados.
O efeito “Afterburn” (queimar calorias após exercício) é o um período pós-exercício de consumo excessivo de oxigênio (EPOC). Esta é a razão pela qual o exercício intenso ajuda a queimar mais calorias e gordura do que os exercícios aeróbicos estacionários regulares.

“HIIT the Spot”

Outros benefícios do treino intenso e intervalado – HIIT.

1. Aumento do metabolismo:
Combinar alta intensidade de treino intervalado resulta em EPOC, o que acelera a taxa metabólica e aumenta o metabolismo até 48 horas depois de uma rotina HIIT completa”. Isso significa que se queima gordura, mesmo depois de sair do ginásio. Assim, fazendo um treino HIIT três vezes por semana, poder-se-á queimar, continuamente, calorias durante toda uma semana.
Para percebermos melhor o conceito de EPOC – Excess post-exercise oxygen consumption :
Em recuperação, o oxigénio (EPOC), também conhecido como “AfterBurn” é usado nos processos que levam o corpo a atingir um estado de repouso, adaptando-o ao exercício acabou de realizar. Estes processos, que consomem calorias/oxigénio, incluem: equilíbrio hormonal, reposição de reservas de combustível, reparação celular e anabolismo.
2.“AfterBurn” mais elevado – período de tempo que continua a queimar gordura:
Um exercício convencional, como correr, andar de bicicleta ou jogar ténis ou futebol são caracerizados com tempos de EPOC (consumo de oxigenio pós-treino) de 12 a 18 horas.
Um treino HIIT completo de 30 a 40 minutos, tem um registo EPOC de até 48 horas.
3. Rápido, conveniente e completo:
Longe vão os dias em que não há tempo para fazer exercício. O treino HIIT é rápido e traz resultados. Com uma boa orientação de treino, é possível concluir um treino HIIT em 30 minutos ou menos. É importante realizar os execícios corretos, para conseguir tirar o máximo partido e, ao mesmo tempo, que queima calorias, ganhar força, agilidade e endurance – Quem pode rejeitar tudo isto num treino de 30 minutos?
No final de algumas sessões HIIT, verá que o seu corpo mudou. Onde havia gordura passa a existir músculo. Onde existia debilidade, passa a existir força.

O Clube Wiva acompanha as tendências do Fitness e desde, o final de 2013, criou as condições estruturais e atendeu à formação dos seus técnicos no treino HIIT.
Setembro 2013: Foi criado um Ginásio Funcional, equipado para a prática de treino HIIT e Funcional;
Setembro 2013: Lançada a aula AKTIVEFIT – Treino HIIT em circuito (30’) e a Aula de TRX – Treino em suspensão (15’).
Junho 2014: Inauguração de Ginásio AKTIVE BOX para a prática de CROSSTRAININGe treino HIIT.

As nossas aulas HIIT: WOD – AKTIVEFIT – FitBell

Logo_footer   
     © 2015 Wiva | Fitness & Saúde

Siga-nos: